terça-feira, 12 de maio de 2015

A CASA XII



A Casa XII - Relacionada com Neptuno e Peixes

É um setor que é associado com influências negativas, em parte é certo, mas possui uma explicação e também, por vezes, um significado muito mais positivo e profundo.
A Casa XII é o final de um ciclo, todo o planeta posicionado nela se vê obrigado a procurar mais além, é como se depois de uma longa aprendizagem se encontrará a essência final do Arquétipo representado por o/s planeta/s e Signo localizados nesta Casa. Um planeta posicionado nesta Casa está no final dum ciclo, no qual deve chegar a transcender o superficial.
Isto leva a que a pessoa não se conforme com meias tintas nessa área, isso já não é válido, há que procurar mais fundo o significado. As consequências são que se desprezam muitas oportunidades médias procurando esse último sentido e por isso o risco de não conseguir nada é muito maior.
Quando algum planeta difícil se encontra nela (e se está com mau aspeto ou mal  relacionado com os outros, mais ainda) pode ter-se tendência a experimentar o negativo do seu significado até às últimas consequências, pode haver uma atração fortíssima para chegar a conhecer a sua essência, e o avassalador da dita tendência e do conhecimento  que leva implícito, pode conduzir a uma fuga, seja mediante drogas ou outro tipo de escapismo, ou também se poderá interpretar como mais que uma fuga, um sentimento de reconciliação com o todo através do efeito ( na imensa maioria das vezes pernicioso) de diversas drogas, pois o normal não alimenta e satisfaz as suas necessidades de profundidade.
Devido a este conhecimento profundo a pessoa torna-se mais compreensiva nesta área, por isso esta Casa também é a da compaixão, ao conhecer mais a fundo algo, nos damos conta do complicado e dos muitos fatores que há que ter em conta para poder julgar, e a pessoa é muito mais compreensiva do significado por esse planeta/arquétipo e, por conseguinte, do restante  relacionado com essa área.
Vou dar um exemplo que em termos gerais considero válido, do efeito de um planeta/s nesta Casa:
Vénus está exaltado _bem posicionado_ nesta Casa, a sua natureza aqui pode ser interpretada desta forma:  ao procurar a essência da emotividade, Vénus não se conforma com um amor egoísta, restringido a um círculo, procura e interpreta que o verdadeiro afeto deve ser mais amplo, toma consciência do sofrimento de muitos seres e não pode fechar os olhos a essa última essência que será a compreensão e, através dela, o afeto a tudo e a todos, pois quando aprofundamos damo-nos conta de que não é fácil julgar.
Outro exemplo seria o Sol na 12. Os textos clássicos atribuem-lhe falta de êxito na vida, a pessoa não se destaca, mas é que o Sol na 12 dá-se conta do efémero do ego e do seu êxito, e também do injusto disso, pois tem em conta os outros, e simplesmente não o procura (o êxito) não tem significado real para ele, o seu interesse é chegar a fundir a sua individualidade (o Sol) com algo mais amplo.
Em termos gerais, as perdas significativas por esta Casa, poder-se-á dizer que são devidas a um excesso de ambição, no bom sentido da palavra, é como um jogador que aposta forte porque só quer o máximo, não se conforma em ganhar um pouco, quer tudo, e, claro está, as possibilidades de perder e acabar em bancarrota aumentam consideravelmente. Por outro lado, também é possível que não se atreva a apostar para não perder o que tem, e essa situação, geralmente na Casa XII, muitas vezes leva a problemas a nível psicológico.
Porém, a aprendizagem, o gosto pela verdade, se se sabe, ou se pode aproveitar, que implica esta Casa, dá grandes satisfações aos que sofrem, ou, no meu humilde entender, desfrutam dos efeitos de algum planeta nela, embora implique muitas frustrações pois perdem-se grandes oportunidades em prol dessa busca, e no final podem sentir que lhes faltou alguma experiência que outros desfrutaram, embora, no fundo, eles não a tenham desfrutado por estar olhando mais além e não dar importância ao que tinham à mão, e que outros captaram. Mas, esse é o destino desta Casa (do Signo e o Planeta/s localizados nela), procurar mais além do normal, pois é o final de um ciclo.
De todas as maneiras, há muitos casos em que, como comentei antes, a pessoa não se atreve a enfrentar o desafio dalgum planeta nesta Casa e pode cair no escapismo que a pode levar a fortes problemas psicológicos e de saúde.
Em particular, conheço muitos casos com a Conjunção Úrano-Plutão em Virgem e na Casa XII, ou seja pessoas nascidas entre 1962/69 com Ascendente em Virgem ou princípios de Libra - com fortes problemas psicológicos -, sobretudo em 1965 que, aumentando a pressão, estava Saturno em Oposição a esta Conjunção - e de drogas -,  considero que a geração da Heroína desaparece em 69, a partir daí os casos vão diminuindo de forma bastante radical, também porque Neptuno sai de Escorpião que agravava a situação. Muitos deles são amantes da Natureza como poder de cura, podem ter tendência a tentar a medicina natural como regeneração, em parte, também por ter a maioria destes casos Ascendente Virgem.
Um planeta nesta Casa exige muito à pessoa, o livre arbítrio neste caso, à parte da facilidade ou dificuldade devida ao estado harmónico ou  desarmónico do dito planeta por signo e aspetos, está sujeito à sua liberdade para aceitar o desafio e cumprir o seu destino, ou ficar na estação sabendo que devia apanhar o comboio, mas partiu, e a estação já não serve, pois sabe, ou melhor, intui, a intuição é forte nesta Casa, que há algo mais para lá da estação e já não poderá alcançar para ver.
A esta Casa também se aplica muito o  conceito de isolamento, e é lógico, há uma tendência inata a retirar-se da vida considerada "normal", não nos enche, não nos serve, parece-nos superficial, há que encontrar respostas que transcendam essa realidade. Além disso, pode sentir-se necessidade de muita solidão para libertar a psique, para limpá-la, de tudo o que percebe o seu radar psíquico, há uma grande necessidade de processar na solidão todo esse depósito de perceções que o radar psíquico de uma pessoa com forte influência na Casa XII pode chegar a ter, sobretudo se Saturno, Úrano, Neptuno e ou Plutão estão situados nela, pois neste caso as perceções podem ser muito negativas, não positivas, otimistas, benéficas e alegres.
Outra faceta é a dos inimigos secretos, sempre se associou esta Casa a ter fortes inimigos não declarados. É um ponto que vejo muito claro, em minha opinião, o porquê: as pessoas com forte influencia na Casa XII são muitas vezes uma espécie de radares psíquicos, como lhes interessa muito o oculto e o psicológico frequentemente caminham pela vida com uma sensibilidade especial para o que está acontecendo no ambiente psíquico, por trás do aparente. Isto pode resultar muito irritante para as pessoas que andam com más intenções pois rapidamente percebem que estão sendo descobertas em parte.
Outra faceta dos inimigos secretos está associada às pessoas com forte influência de Casas muito ativas -por exemplo a casa I e a Casa X-  e pouco das Casa de Água  -IV , VIII e XII-, estas pessoas podem considerar muitas vezes as pessoas que têm forte influência na Casa XII como pessoas com muita lassidão e preguiça, ou seja, podem chegar a ser consideradas como parasitas e atuar contra elas, a maioria das vezes de forma encoberta, pois não têm demasiada razão para fazê-lo. Para essas pessoas a vida é ação, luta e conseguir objetivos. Para as da Casa 12 a vida é NÃO FAZER NADA, tentar compreender e fundir-se ou chegar a conhecer algo mais transcendente do que a realização social, é também, em muitos casos querer tentar erradicar tanto sofrimento que percebem.
Como comenta Howard Sasportas, também há um velho relato que nos mostra o lado positivo da Casa XII.
"Autorizaram un homem a  visitar o Céu e o Inferno. No Inferno vê uma grande reunião de pessoas sentadas à volta de uma  grande mesa posta com toda a variedade de manjares deliciosos. No entanto, todos aqueles miseráveis morriam de fome. O visitante não tarda em descobrir que a razão de tão lamentável estado é que lhes puseram colheres e garfos que eram mais longos que os seus braços e, como resultado, não podiam levar a comida à boca. Depois o homem é admitido para ir ao Céu. Encontra-se com a mesma mesa posta, com os mesmos talheres excessivamente longos. Mas no Céu, em vez de cada um tentar alimentar-se a si próprio, cada pessoa usa a sua colher ou o seu garfo para dar de comer a outra, de maneira que estão todos alimentados e felizes."
Que há de épocas anteriores à vida intrauterina? Muitos astrólogos consideram que a Doze é a "Casa do Karma". Os reencarnacionistas creem que a alma imortal do Homem está numa viagem de aperfeiçoamento e retorno às suas fontes que não se pode cumprir no curto prazo de uma vida. Mais que o azar, existem leis definidas cuja operação determina as circunstâncias de cada lapso vital ou de cada etapa da viagem. A cada nova encarnação trazemos connosco a colheita da experiência proveniente de vidas anteriores e também capacidades latentes em espera para ser cultivadas. Causas que se puseram em movimento em existências prévias influem sobre o que encontramos na atual. A alma escolhe o determinado momento para nascer porque o desenho astrológico se adequa às experiências que necessita ter no seu estádio atual de crescimento. Neste sentido, toda a carta é uma imagem do nosso Karma, tanto daquilo que acumulámos como resultado de ações passadas como do que necessitamos despertar para seguir avançando. Mais especificamente a 12ª Casa mostra-nos "o que trazemos" do passado, e que atuará nesta vida, quer na coluna do débito ou na coluna do crédito da nossa conta.
Quer nos refiramos ao "efeito umbilical", ou à teoria do Karma e da reencarnação, os posicionamentos da Casa XII descrevem influências que descenderam até nós por obra de causas e fontes que evidentemente não podemos recordar nem ver. Através da Casa IV, de água, herdamos ou conservamos vestígios do nosso passado ancestral. Na XII, é possível que estejamos recetivos à influência de uma reserva de memória ainda mais vasta, que Jung chamava inconsciente coletivo: a memória inteira da raça humana na sua totalidade. Jung definiu o inconsciente coletivo como "a condição prévia de cada psique individual, assim como o mar é o portador de cada onda". De certo modo, tal como demonstra a Casa XII, cada um de nós está ligado ao passado e é portador da memória de experiências que vão muito mais além do que pessoalmente conhecemos.
Agora vou definir o normalmente aceite em astrologia desta Casa XII. São palavras-chave que ajudarão na compreensão de todo o texto:
O desejo de regressar ao estado de unidade original. O sacrifício do sentimento de ser separado para se fundir com algo mais vasto, apesar do temor à dissolução dos limites. Nebulosidade, confusão empatia e compaixão. Tendências escapistas. A meditação e a oração. A imersão no álcool, nas drogas e outros prazeres substitutos da "totalidade". O serviço aos outros, a causas e crenças ou a Deus. Atividade entre bastidores, padrões e complexos inconscientes. O ver-se arrastado por compulsões inconscientes. Os inimigos ocultos, os sabotadores internos ou externos. Influências provenientes de causas ou fontes que nem sempre recordamos. O efeito umbilical e a vida intrauterina. O Karma, o que trazemos de vidas anteriores. As energias que nos sustentam ou nos aniquilam. O acesso ao inconsciente coletivo, as imagens míticas e o âmbito imaginário. O inconsciente como armazém do passado, mas também como possibilidades futuras. Como vamos ou estamos em hospitais, prisões, museus, bibliotecas ou outras instituições. Alguma indicação da carreira. O que sentimos que temos de redimir; aquilo do qual esperamos a imortalidade.
Algumas pessoas com posicionamentos na Casa XII servem como mediadores e transmissores de imagens universais, míticas e arquetípicas que pertencem ao nível do inconsciente coletivo. Em diversos graus, certos artistas, escritores, compositores, atores, líderes religiosos, terapeutas, místicos e profetas atuais conectam com este âmbito e convertem-se em veículos que transmitem a outros a inspiração do que eles "sintonizaram". O compositor Claude Debussy, que tinha nesta Casa a sensualidade de Vénus. William Blake, com a imaginativa e sensível Lua em Câncer; o poeta Byron, que com o seu manejo lúdico e expansivo da palavra, em forma de rima,  fortaleceu todo o movimento romântico, tinha Júpiter em Gémeos na Casa XII. Também o visionário Pierre Teilhard de Chardin, com o Sol, Neptuno, Vénus, Plutão e a Lua reunidos na mesma Casa XII, são outros tantos casos que o demonstram.
É como se as energias da Casa XII não estivessem destinadas a ser usadas com fins exclusivamente pessoais. Talvez o que se nos pede seja que expressemos esse princípio no interesse de outros e não somente no nosso. Por exemplo, é provável que quem tenha Marte nesta Casa assuma o papel de ser quem trava uma batalha ou defenda uma causa em nome de outras pessoas. Desta forma, é como cedêssemos o nosso Marte ou o "oferecêssemos", a outros. Nesta mesma Casa, é possível que Mercúrio anuncie o que outras pessoas pensam ou se converta em porta-voz das suas ideias.
Há pessoas que, por causa da localização dos posicionamentos na Casa XII, levam o que poderíamos chamar uma "vida simbólica", querendo isto dizer, que os problemas da sua vida individual refletem as tendências ou os dilemas existentes na atmosfera coletiva. Por exemplo, Mahatma Gandhi com o Sol em Libra na Doze, converteu-se para milhões de pessoas, na encarnação vivente do princípio libriano da coexistência pacífica. Hitler, tinha nesta Casa XII Úrano, que o condicionou especialmente para se abrir a ideologias que naquele momento podem ter estado no ar. Bob Dylan tem Sagitário na cúspide da Casa XII, e Júpiter seu regente na Casa V, que é o setor da carta que se relaciona com a expansão criativa. Graças à sua música, Dylan foi por sua vez o porta-voz e o inspirador de muitas das tendências contra culturais da década dos anos sessenta. Numa região de Inglaterra, onde não há quase ninguém de cor, nasceu e criou-se uma mulher negra com Úrano em Câncer na Casa XII. Ao ter de integrar-se na vida da cidade estava não só resolvendo o seu próprio dilema, mas também lutando pela causa de muitos outros negros.
A Casa XII chama-se a casa dos "inimigos secretos" e de "atividades entre bastidores". Isto poder-se-á tomar literalmente no sentido de pessoas que conspiram ou tramam algo contra nós. No entanto, é mais provável que tenha que ver com as debilidades ou forças que se ocultam em nós mesmos e que sabotam a realização das nossas metas e objetivos conscientes. Em poucas palavras, que os impulsos e compulsões inconscientes que aparecem nos posicionamentos da Casa XII podem desviar-nos da realização dos nossos objetivos conscientes. Por exemplo, se um homem tem a Lua e Vénus na Casa VII, isso cria uma forte urgência de relação íntima com outra pessoa. Mas, se o mesmo indivíduo tem também Úrano na Casa XII, o fato leva-nos a pensar que, inconscientemente, pode haver um desejo tão intenso de liberdade e independência que o leva a sabotar, sem se dar conta, qualquer tentativa de estabelecer vínculos que o limitem. Geralmente, quando se produz algum conflito entre objetivos conscientes e inconscientes, o que ganha é o inconsciente. Neste caso, é provável que o sujeito só se sinta atraído habitualmente por mulheres que, por não serem livres, não podem casar-se, ou por alguma razão não estão dispostas a responder favoravelmente às suas propostas.
É possível que aqueles que tenham posicionamentos difíceis nesta casa se "desmoronem" sob a pressão da vida, ou que caiam presos do poder de complexos inconscientes que, ao emergir à superfície, os ponha perante a necessidade de ser cuidados e controlados. A outros restringe-os, limita-os ou encerra-os porque eles são considerados perigosos para o bem-estar da sociedade. Em qualquer destes casos, a estas pessoas é-lhes imposta a vontade de uma autoridade superior, compatível com o princípio da Casa XII que o indivíduo se submete a algo maior que ele mesmo. Não é excecional encontrar pessoas que têm posicionamentos nesta casa, trabalhando neste tipo de instituições. Os reencarnacionistas creem que mediante a boa vontade e este tipo de serviço é possível apagar o "mau karma" do passado.
Seria impróprio que me referisse a esta casa sem  mencionar as investigações realizadas por Gualquilin, que ao analisar as carreiras de desportistas de êxito, encontrou uma correlação com Marte no setor da Casa XII da carta natal. de modo similar, os médicos e os cientistas, tendem a ter nela Saturno, os escritores a Lua e os atores Júpiter. De acordo com estes estudos,  parece que os planetas que se encontram na Casa XII (e em certa medida na Casa IX, na IV e na III) determinam significativamente o carácter e a profissão do indivíduo. Isto surpreendeu muitos astrólogos, que supunham que os posicionamentos na Casa I ou na Casa X deviam ser mais fortes neste aspeto.
No entanto, cabe perguntar se estas descobertas são a tal ponto surpreendentes à luz do que sabemos da Casa XII. Os desportistas captam a necessidade coletiva de competir e de ser os primeiros (Marte); os escritores sintonizam com a imaginação coletiva (Lua) e os cientistas servem a necessidade coletiva de classificar e estruturar (Saturno).
Nalguns casos, a acentuação da Casa XII contribui para a falta de uma identidade clara e condiciona uma vivência de nebulosidade, uma vida de desorientação em que a pessoa se sente um vítima aprisionada pelas tendências e os movimentos inconscientes que há na atmosfera, e por um sentimento distorcido do valor do sofrimento e do sacrifício de si mesmo. Por outro lado, o conceito característico desta Casa de renunciar ao sentimento de ser uma entidade separada, dá origem a uma empatia e uma compaixão autênticas, a um espírito de serviço abnegado, â inspiração artística e, em última instância, a capacidade de fusão com o GRANDE TODO.  




15 comentários:

  1. Grata pela partilha do seu conhecimento.... Foi muito bom para mim ler este seu artigo... O meu Asc abre na Casa XII em Capricórnio ♑, Júpiter conj ao asc, no grau 00.51 de Aquário. Em trânsito na XII anda Plutão... Urano na Casa II... Tenho tido um processo profundo, e difícil, por estados depressivos....

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Adorei este texto. Tenho sol e mercúrio na XII, e no momento vivo uma vida nebulosa, sem direção, sem objetivos. Isto é muito ruim. Gostei particularmente do último parágrafo. Talvez se eu me dedicar a algum trabalho em que eu contribua para o ser humano em geral, fazer caridade, me auxiliará no descobrimento do meu caminho e missão?
    Grande abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, também tenho sol e mercúrio na casa 12, e passo pelas mesmas coisas, gostaria de saber se já encontrou algum caminho, objetivo ou se está chegando perto disso pra que possa me ajudar, obg.

      Eliminar
    2. Oi, ainda na mesma, Joanata. :/
      Boa sorte pra vocês. Iremos encontrar nossos propósitos um dia!
      Abraço!

      Eliminar
  4. Você é muito talentosa ! Obrigada, seu texto oferece muita compreensão.

    ResponderEliminar
  5. olá,tenho cancer na casa 12,no caso seria Lua na casa 12?

    ResponderEliminar
  6. Olá Lê Leto,
    Câncer é regido pela Lua, mas poderá não estar nessa casa no seu mapa, No entanto, os assuntos dessa casa 12 terão alguma referência com a casa onde estiver posicionada a Lua. Não esqueça que a casa 12 tem a ver com Neptuno e onde este se encontrar terá também a ver com os assuntos desta casa 12.

    ResponderEliminar
  7. A todas as leitoras, Cidália, Maria Altina, Manuela Machado e Leandra Silva, peço desculpa em não ter respondido aos vossos comentários mas, o blog por qualquer motivo não deu qualquer sinal de mensagem. Os comentários são antigos mas de qualquer modo agradeço as vossas palavras. Um abraço.

    ResponderEliminar
  8. ah,te agradeço,me confundi com isso da lua ser o regente do signo de cancer,tenho lua em aquario. achei que pelo fato da lua reger o signo de cancer,poderia pesquisar ou dizer que tinha lua na casa 12,mas muito obrigada pela informação,beijos

    ResponderEliminar
  9. Tenho escorpião na cúspide da casa 12, é plutão, seu regente, encontra-se na casa 12 também junto com marte na casa 12. Se não me engano eles estão em conjunção. Tenho sol em aquário, ascendente em capricórnio e lua em touro, plutão e marte em sagitário se isso ajudar em algo. Pode me falar um pouco sobre isso?

    ResponderEliminar
  10. Mercúrio na casa XII também.Tentando encontrar meu objetivo!

    ResponderEliminar
  11. Boa noite!

    Regente do mapa está na 12a 🏠 aspectando outros planetas.

    Alguma alma bondosa poderia me dar boas informações sobre meu perfil psicológico, por favor?! :/

    Moon in ♊ in 2nd house 1°24`
    Venus in ♐ in 8th house 3°6`
    Mars in ♈ in 12th house 1°29`
    Neptune in ♑ in 9th house 6°2`
    Pluto in ♏ in 7th house 9°40`

    ♈ in 1st house 26°26
    ♋ in 4th house 26°50`
    ♎ in 7th house 26°25`
    ♑ in 10th house 26°51`

    Ótimo artigo! 👏
    Grato!>>>

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...