sábado, 25 de fevereiro de 2017

VÉNUS NATAL NAS CASAS



O planeta Vénus associado com a sua homónima, a deusa romana do amor e da beleza e com a divindade grega Afrodite, simboliza o desejo de união e de relação que existe em todos nós.
Em termos junguianos, Vénus é, como a Lua, um princípio da alma que representa a necessidade de equilíbrio e harmonia, de união e proteção.
Na Casa que ocupa, Vénus indica aquela esfera da experiência mediante a qual podemos alcançar na forma mais natural um sentimento de paz, equilíbrio, bem- estar e satisfação.
No seu domínio resulta estimulada a nossa capacidade de apreciar, valorizar, amar e ser amados. É ali onde somos complacentes e nos deixamos satisfazer e onde exibimos algo do nosso melhor gosto, estilo e da nossa consideração pelos outros.
Tudo isto soa muito bem, mas antes de se apressar a ver onde está posicionada  Vénus na sua Carta Natal, o leitor tem de se lembrar que na natureza desta deusa havia outros aspetos menos agradáveis. Em primeiro lugar, não podia tolerar que a vida ou as pessoas não estivessem à altura do que em sua opinião, deveriam ser. Devido a tão elevadas expetativas de perfeição e harmonia, é possível que a Casa de Vénus denote o terreno onde, se a vida não pode satisfazer esses ideais, podemos sentir-nos dececionados e desiludidos.
No entanto, motivada por essa insatisfação, Vénus poderá também indicar qual é a área da vida onde nos sentimos obrigados a fazer algo em virtude do qual o mundo (ou nós) seja um pouco mais justo, mais harmonioso ou mais belo.
Em segundo lugar, Afrodite odiava a competição. Impôs lições extremamente humilhantes a Psyche, uma formosa jovem mortal, porque sentia que a rapariga havia usurpado o seu lugar ao receber um grau de atenção que só era digno de uma deusa, ou seja, à própria Afrodite. Além disso, quando Páris teve de julgar qual das três deusas -Hera, Atena e Afrodite- era a mais bela, não teve pudor algum em desnudar-se para condicionar a sua opinião.
Pela Casa, Vénus pode assinalar em que campo da vida sentimos rivalidade ou inveja para os que talvez estejam melhor dotados que nós. É também ali que nos valeremos da sedução, de uma engenhosa doçura e de parecidos artifícios para assegurarmos os nossos objetivos.
Conta-se que, Afrodite usava um cinturão mágico que tinha o poder de encantar e escravizar os homens. Como um suborno mais, para conseguir que Páris a elegesse a ela e não às outras deusas, ofereceu-lhe como esposa a fascinante Helena, sem que parecesse muito importante o facto de que, casualmente, a prenda escolhida estivesse já casada; ganhar o concurso de beleza era mais importante. Como resultado, iniciou-se a guerra de Troia que interrompeu e encheu de dor a vida de milhares de seres.
Em ocasiões, Afrodite (Vénus), a deusa do amor e da beleza, converte num tormento e num caos a vida das pessoas. Finalmente, havia vezes em que Afrodite se comportava como uma espécie de compensadora de desequilíbrios. Por exemplo, ao insistir para que o seu filho Eros ferisse Plutão com uma das suas célebres setas, alterou gravemente a vida da jovem Perséfone - demasiado inocente e virginal em opinião da deusa - para seu próprio bem.
Na Casa de Vénus necessita-se algumas vezes de certa medida de dor, de luta ou de sofrimento para nos trazer de volta a uma situação mais harmoniosa e equilibrada se nos afastámos demasiado dela, numa direção qualquer.
Vénus rege dois signos, Touro e Libra. Touro representa o lado mais terreno e mais sensual de Vénus. Na Casa onde se encontra Touro procuramos de modo mais direto a satisfação de desejos de natureza física ou instintiva, entregando-nos em satisfazer apetites como os da comida e o sexo, e as necessidades básicas de comodidade e segurança. A Casa de Libra, pelo contrário, é onde queremos realizar os ideais românticos e estéticos do amor, a beleza, a simetria e a proporção, em busca do que há de bom, de belo e de verdadeiro na vida.
A Casa onde se encontre Vénus influenciará sobre qualquer Casa onde Libra ou Touro estejam na cúspide ou dentro dela.


domingo, 27 de novembro de 2016

ÁRIES ASCENDENTE - LIBRA DESCENDENTE



Quando ascende Áries, signo de fogo, a pessoa deve enfrentar a vida de maneira enérgica e direta. Há uma necessidade de ser decisivo, de tomar medidas e o poder de criar e de dirigir a vida. A característica nuclear de Áries no Ascendente é que encontra esta potência criativa no seu interior, sem ficar esperando que as coisas sucedam. Se na Carta há outros posicionamentos que indicam uma natureza delicada ou retraída, maior será a luta para desenvolver as qualidades de Áries. Se a expressão do Ascendente Áries é negada, a frustração interior que se acumula poderá fazer explosão periodicamente em doenças, explosões dramáticas ou exageradas, ataques de raiva incontroláveis ou outras formas de comportamento autodestrutivo. Se no resto da Carta há fogo suficiente, o Ascendente Áries permite que a autoafirmação flua livremente, mas corre-se o perigo de ser demasiado dominante ou manifestamente egocêntrico, expressões ambas que em última instância podem ser contraproducentes.
Se Áries ascende, o Descendente corresponderá a Libra, o signo oposto, que indica à pessoa a conveniência de equilibrar uma autonomia incontrolável com certo grau de consideração por outras pessoas. No entanto, se quem tem este Ascendente tem de escolher entre um extremo ou o outro, provavelmente será mais prudente que erre em favor da autoafirmação e da ousadia, antes que conter-se demasiado em prol da paz, e da necessidade de se adaptar às exigências de outros. Depois de ter encontrado o seu próprio poder, e de ter libertado a coragem necessária para ser você mesmo (a), já poderá aprender a regular adaptar e temperar a sua natureza conforme seja necessário. Em última instância, necessitará incluir as qualidades librianas de graça, previsão e consideração pelas razões e o ponto de vista de outras pessoas.
A mensagem que estas pessoas comunicam subtilmente (ou não tão subtilmente) pode ser:
Fisicamente, quem tem Ascendente Áries pode ter um rosto alrgre e enérgico, de olhar intenso, mas de contactos visuais rápidos e fugidios. Os seus movimentos são geralmente rápidos e impulsivos, como se a pessoa esteja pronta em qualquer momento para mergulhar de cabeça nalguma atividade nova.
O controverso escritor Henry Miller (mapa da foto), autor de vários livros que estiveram proibidos nos Estados Unidos, tinha Áries no Ascendente e Marte, seu regente, em Escorpião, na Casa VII. As aventuras e façanhas sexuais (indicadas por Marte em Escorpião na Casa VII) foram parte integrante da sua ousada viagem de descoberta de si mesmo (Marte rege o Ascendente Áries).



sexta-feira, 21 de outubro de 2016

SOL EM TRÂNSITO EM ASPETO COM ÚRANO NATAL



EM ASPETO POSITIVO
Prestígio e lucro por atividades artísticas ou científicas, viagens ou inventos. Estes aspetos são benéficos para a inteligência e também para a saúde, além de estimularem as faculdades interiores e intuitivas.

EM ASPETO NEGATIVO
Podem ocorrer perdas repentinas e inesperadas. Há desacordo com a família, questões entre amigos e perturbações entre marido e mulher. Estes aspetos afetam os nervos e consequentemente a saúde também, podendo mesmo haver a possibilidade de ocorrer um acidente.  Evitemos confrontar-nos com pessoas da autoridade neste período. Há que manter-se o controlo.

SOL EM TRÂNSITO EM CONJUNÇÃO COM ÚRANO NATAL
Você está excitável e inquieto hoje e pode fazer algo totalmente inesperado e fora do seu caráter. A impaciência com a rotina monótona e o desejo de liberdade e mudança podem estimulá-lo a fazer algo que normalmente você considera irresponsável ou adolescente. Insiste muito nos seus próprios "direitos", necessidades e preferências neste momento. Um acontecimento que interrompe o seu horário habitual poderá suceder agora.

SOL EM TRÂNSITO EM SEXTIL COM ÚRANO NATAL
O atuar por impulso, mudar a sua rotina habitual, improvisar e usar a sua intuição em vez de seguir uma maneira prefixada e lógica de fazer as coisas, aparecem agora. O ritmo da sua vida acelera-se agora. Espere um momento inconstante, imprevisível mas interessante.

SOL EM TRÂNSITO EM TRÍGONO COM ÚRANO NATAL
Você tem pouca tolerância com o aborrecimento e o cumprimento de normas neste momento, e pode fazer algumas mudanças e descobertas criativas, experimentar novas possibilidades, ou inventar uma nova maneira de fazer as coisas.
Não quer seguir mais ninguém neste momento, e por sorte é capaz de encontrar formas para se expressar autenticamente e até ser um pouco "loco" sem ofender ou causar irritação aos outros. Este é um período excelente e dinâmico. Aproveite qualquer oferecimento ou oportunidade incomum.

SOL EM TRÂNSITO EM QUADRATURA COM ÚRANO NATAL
A sua rotina cotidiana é provável que se atrapalhe agora, tanto por acidentes "caprichosos" mais além do seu controlo ou por sua própria impaciência com o status quo. São muito prováveis os sucessos inesperados e repentinos, e a libertação de situações de confinamento de relações.

SOL EM TRÂNSITO EM OPOSIÇÃO COM ÚRANO NATAL
As relações andam mal ou então tomam um rumo inesperado. A necessidade de mais liberdade, independência ou novidades do seu lado ou do lado de alguém íntimo a si pode perturbar o status quo numa relação importante. Pode entrar em contacto com alguém muito diferente de si que o desafia, o surpreende ou o faz irritar. Espere o inesperado nas suas relações!


                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                             
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...