domingo, 25 de setembro de 2016

ÚRANO EM TRÂNSITO PELA CASA XII



Tradicionalmente a Casa XII descreve as orientações, impulsos, necessidades ou compulsões que operam inconscientemente e, porém, influenciam significativamente nas escolhas, atitudes e orientações que procuramos na vida. Aquilo com que a mente consciente não está em contato, ou que prefere não reconhecer, é "armazenado" - e até mesmo "aprisionado" - na Casa XII. Ao transitar por ela, Úrano obriga alguns destes complexos e compulsões inconscientes a entrar na consciência. Por exemplo, se o leitor tem um medo inconsciente de ser rejeitado, quando Úrano transitar pela sua Casa XII, atrairá sobre si sem se dar conta, situações que o obriguem a encarar esse medo. Em poucas palavras, durante este período Úrano transforma-nos deixando a descoberto uma parte do que está escondido e oculto nos cantos mais recônditos da psique.
É possível que descubramos em nós mesmos, quando Úrano transita pela Casa XII, algo aterrador e desconcertante, mas este trânsito também pode servir para nos conectar com partes nossas muito positivas e benéficas. O inconsciente, tal como no-lo mostra a Casa XII, não é um armazém de orientações ou sentimentos negativos, remanescentes do passado: é também o recetáculo de potencialidades positivas ainda não exploradas e que ainda estão por crescer. Este é um bom período para realizar uma exploração psicológica interior, um "mergulho em profundidade" neste domínio aquático, quer seja através de psicoterapia ou fazendo uso de outras técnicas. Assim cooperamos com Úrano no seu esforço para revelar e iluminar o que tem sido até agora, em nós algo indiferenciado ou inacessível.
Sob a influência deste trânsito, e com frequência de forma inesperada e pouco habitual, reaparecem pessoas e circunstâncias do nosso passado (e isso pode significar de vidas passadas), dando-nos a oportunidade de resolver questões que ficaram pendentes. Poderá ser que apareçam literalmente na nossa porta de casa, ou que  retornem de maneira mais indiretamente nos nossos sonhos ou fantasias.
Seja como for, é o passado que retorna para nos saudar ou para nos perseguir. Talvez existam problemas pendentes que queiramos resolver, ou talvez desejemos sentir o prazer de redescobrir alguém a quem já conhecíamos e amámos. O encontro com o passado e o acerto de contas antigas pode ser depurador e curativo, algo que prepare o caminho para o renascimento que se produzirá quando Úrano cruzar o nosso Ascendente ao entrar na Casa I.
Quando Úrano percorre a Casa XII, as fronteiras comuns entre nós e os outros desmoronam. Isto pode sinalizar um período de intuições e revelações psíquicas, numa época na qual estamos excecionalmente sintonizados com os sentimentos dos outros. Talvez sem saber bem como, percebamos com toda a precisão o que está passando um amigo que vive a dois mil quilómetros de distância. Ou então sonhamos com alguém, e no dia seguinte a mesma pessoa bate à nossa porta. Algumas destas visões e conexões podem ser inquietantes, outras de natureza mais positiva, e mesmo de natureza reveladora. Até que ponto devemos confiar nelas, é difícil de dizer, embora (uma vez mais) se possa ter algum indício da sua validade se forem analisados os aspetos que irá formando Úrano, no seu trânsito pela Casa XII, com os demais planetas na nossa Carta Natal. Também estaremos mais sensíveis às tendências ou correntes coletivas que flutuem no ar. Talvez tenhamos precognições repentinas sobre os lugares no mundo que podem ser locais de conflito, ou uma antecipação impressionante dos novos estilos, modas ou movimentos que estão prestes a aparecer "no palco". Algumas das pessoas que passam por este trânsito podem servir como canais através dos quais chegam à comunidade a mudança e as novas ideias.
A Casa XII relaciona-se com as instituições: hospitais, prisões museus, bibliotecas ou organizações de caridade. Se durante algum tempo estivemos vinculados com uma instituição, o trânsito de Úrano pela Casa XII pode indicar a nossa insatisfação com o papel que desempenhamos nela, ou o nosso desacordo com a maneira como ela funciona. Talvez tentemos promover mudanças ou reformas no seio dessa instituição e é possível que por este motivo nos vejamos em conflito com figuras da autoridade. Se as instituições não desempenharem um papel importante na nossa vida, isto pode mudar enquanto temos Úrano nesta Casa e talvez comecemos a dedicar  algum tempo a ajudar ou a atender pessoas menos afortunadas que nós.
São muitas as pessoas que falam do trânsito de Úrano pela Casa XII como uma época em que se sentem mais inquietas e mais tensas do que o habitual: querem introduzir mudanças na sua vida e no entanto não conseguem levá-las à prática, ou não chegam a saber por onde começar. As mudanças estão sendo preparadas, sem dúvida, mas provavelmente não virão a tomar forma real até que Úrano cruze o Ascendente ao entrar na Casa I. Enquanto isso, podemos ir preparando o trabalho se atarmos as pontas soltas da fase da nossa vida que está prestes a terminar.

Deixo de forma sucinta mais alguns   tópicos:

DESCRIÇÃO GERAL
As experiências estranhas e misteriosas ou as coincidências que parecem vindas do céu, podem ser muito frequentes neste período. Pode sentir um súbito interesse pelo exotérico, o funcionamento da mente inconsciente, ou as técnicas para explorar a psique ou o reino espiritual, num esforço para explicar alguns dos sentimentos e acontecimentos incomuns que vive.
Num nível mais concreto, você pode descobrir algo que foi perdido ou escondido por muito tempo.
O planeta da liberdade entra na Casa da solidão. É em nós, na nossa riqueza interior, onde vamos encontrar os meios para nos libertarmos de todos os nossos obstáculos. Transformações interiores, invenções secretas, investigações ocultas, autoanálise, aparecem agora. Sentimo-nos capazes de encontrar a melhor solução, rápida e eficaz, para os nossos velhos problemas.

EM ASPETO NEGATIVO
Podemos sofrer uma intensa crise psicológica que se manifesta num desistir de nós mesmos. Sem saber utilizar os nossos recursos interiores no momento oportuno, usando o nosso conhecimento com fins egoístas, podemos encontrar a hostilidade de um ambiente que já não nos compreende. Renunciemos à ideia de que estamos sozinhos na Terra!


Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...